atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Produtores de cana prometem protesto contra Dilma no jogo inaugural da Arena Pernambuco

15/05/2013 Cana-de-Açúcar POR: Assessoria de Comunicação
Está sendo organizado para a próxima segunda-feira (20) um protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT). A presidente estará em Pernambuco para o jogo de inauguração da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Grande Recife. Nesta terça-feira (14) representantes das entidades produtoras do Nordeste estão reunidos em Recife, na sede da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), para definir detalhes do protesto. 
O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, está participando do encontro e apoiará o protesto levando da Paraíba uma grande comitiva. “Temos que mostrar para a presidente Dilma que o veto da subvenção é uma medida que terá impactos muito negativos na economia do Nordeste e refletirá não apenas na região, mas em todo o país”, afirma Murilo. Com o veto, 21 mil produtores nordestinos de cana-de-açúcar que foram atingidos pela seca e tiveram perdas expressivas em sua produção foram prejudicados. Ainda, consequentemente, serão atingidos, direta e indiretamente, por essa medida nefasta 744.000 trabalhadores ligados a cana-de-açúcar. Não bastasse isso, de forma indireta as populações de todos os municípios canavieiros, serão drasticamente prejudicados.
Apesar do Palácio da Alvorada já acenar para a causa dos produtores de cana, admitindo querer definir políticas de apoio à atividade agrícola na região Nordeste, o protesto está marcado e acontecerá. Segundo Alexandre Lima, dirigente da Unida, a manifestação contará também com apoio extra de agropecuários nordestinos atingidos pela seca e que também reclamam de falta de sensibilidade do governo federal. 
“Não são apenas os produtores canavieiros que estão indignados com a falta de sensibilidade do governo federal, mas toda a classe produtiva do Nordeste e estaremos unidos nesta manifestação para mostrar a presidenta que nossa causa e justa e urgente”, finaliza Alexandre Lima.
Está sendo organizado para a próxima segunda-feira (20) um protesto contra a presidente Dilma Rousseff (PT). A presidente estará em Pernambuco para o jogo de inauguração da Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, na Grande Recife. Nesta terça-feira (14) representantes das entidades produtoras do Nordeste estão reunidos em Recife, na sede da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), para definir detalhes do protesto. 
O presidente da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Murilo Paraíso, está participando do encontro e apoiará o protesto levando da Paraíba uma grande comitiva. “Temos que mostrar para a presidente Dilma que o veto da subvenção é uma medida que terá impactos muito negativos na economia do Nordeste e refletirá não apenas na região, mas em todo o país”, afirma Murilo. Com o veto, 21 mil produtores nordestinos de cana-de-açúcar que foram atingidos pela seca e tiveram perdas expressivas em sua produção foram prejudicados. Ainda, consequentemente, serão atingidos, direta e indiretamente, por essa medida nefasta 744.000 trabalhadores ligados a cana-de-açúcar. Não bastasse isso, de forma indireta as populações de todos os municípios canavieiros, serão drasticamente prejudicados.
Apesar do Palácio da Alvorada já acenar para a causa dos produtores de cana, admitindo querer definir políticas de apoio à atividade agrícola na região Nordeste, o protesto está marcado e acontecerá. Segundo Alexandre Lima, dirigente da Unida, a manifestação contará também com apoio extra de agropecuários nordestinos atingidos pela seca e que também reclamam de falta de sensibilidade do governo federal. 
“Não são apenas os produtores canavieiros que estão indignados com a falta de sensibilidade do governo federal, mas toda a classe produtiva do Nordeste e estaremos unidos nesta manifestação para mostrar a presidenta que nossa causa e justa e urgente”, finaliza Alexandre Lima.