atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Rabobank prevê safra de cana 2016/17 no Centro-Sul entre 610 mi e 620 mi ton

15/03/2016 Cana-de-Açúcar POR: Dow Jones
O Rabobank projetou nesta segunda-feira, 14, que a moagem de cana-de-açúcar pelas usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil alcançará entre 610 milhões e 620 milhões na safra 2016/17, que se inicia em abril. O volume supera as 605 milhões de toneladas de 2015/16.
De acordo com a instituição, 43,5% da oferta de matéria-prima deverá ser alocada para açúcar, maior do que o mix de 40,2% da temporada passada. Com isso, a produção de açúcar no próximo ciclo deve atingir 34 milhões de toneladas, 10,4% na comparação anual.
Na avaliação do banco, o clima será decisivo para a concretização dessas projeções. "Variáveis que estão além do controle da indústria, tais como o clima e a taxa de câmbio, terão forte influência sobre o açúcar e o etanol neste ano. Além disso, já há sinais de que as chuvas de março atrapalharam o início da safra 2016/17", comentaram os analistas do Rabobank. 
O Rabobank projetou nesta segunda-feira, 14, que a moagem de cana-de-açúcar pelas usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil alcançará entre 610 milhões e 620 milhões na safra 2016/17, que se inicia em abril. O volume supera as 605 milhões de toneladas de 2015/16.
De acordo com a instituição, 43,5% da oferta de matéria-prima deverá ser alocada para açúcar, maior do que o mix de 40,2% da temporada passada. Com isso, a produção de açúcar no próximo ciclo deve atingir 34 milhões de toneladas, 10,4% na comparação anual.
Na avaliação do banco, o clima será decisivo para a concretização dessas projeções. "Variáveis que estão além do controle da indústria, tais como o clima e a taxa de câmbio, terão forte influência sobre o açúcar e o etanol neste ano. Além disso, já há sinais de que as chuvas de março atrapalharam o início da safra 2016/17", comentaram os analistas do Rabobank.