atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Raízen investe R$ 5 mi em programa para fornecedores de cana-de-açúcar

04/06/2013 Cana-de-Açúcar POR: Globo Rural
A Raízen, join-venture entre Shell e Cosan, está investindo R$ 5 milhões em projeto de relacionamento com fornecedores de cana-de-açúcar. Chamado de Cultivar, o programa estreia na safra 2013/2014 com oferta de treinamentos relacionados à área agrícola, gestão empresarial e sustentabilidade.
Nesta primeira fase do projeto, a empresa disponibilizará assessoria técnica em três operações: amostragem de solo, levantamento de pragas e sistematização da área. Os fornecedores filiados ao programa Cultivar também poderão adquirir insumos, materiais e equipamentos em parceria com a Raízen, reduzindo custos, e acessar linhas de crédito que estão sendo negociadas pela companhia no mercado financeiro. Até o momento, 150 fornecedores de cana-de-açúcar participarão do projeto.
"O objetivo é buscar resultados concretos no médio prazo, como redução de custos, aumento da produtividade e da qualidade, além da garantia da sustentabilidade no processo de produção", afirmou, por meio de nota, o diretor de Fornecedores e Parceria Agrícolas da Raízen, 
Carlos Martins 
A Raízen, join-venture entre Shell e Cosan, está investindo R$ 5 milhões em projeto de relacionamento com fornecedores de cana-de-açúcar. Chamado de Cultivar, o programa estreia na safra 2013/2014 com oferta de treinamentos relacionados à área agrícola, gestão empresarial e sustentabilidade.
Nesta primeira fase do projeto, a empresa disponibilizará assessoria técnica em três operações: amostragem de solo, levantamento de pragas e sistematização da área. Os fornecedores filiados ao programa Cultivar também poderão adquirir insumos, materiais e equipamentos em parceria com a Raízen, reduzindo custos, e acessar linhas de crédito que estão sendo negociadas pela companhia no mercado financeiro. Até o momento, 150 fornecedores de cana-de-açúcar participarão do projeto.
"O objetivo é buscar resultados concretos no médio prazo, como redução de custos, aumento da produtividade e da qualidade, além da garantia da sustentabilidade no processo de produção", afirmou, por meio de nota, o diretor de Fornecedores e Parceria Agrícolas da Raízen, 
Carlos Martins