atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Rendimento dos canaviais deve crescer entre 7% e 9%

27/02/2013 Cana-de-Açúcar POR: Redação / SouAgro
Os produtores de cana da região Centro-Sul estão otimistas quanto às perspectivas para a safra 2013/14. A principal justificativa é a ação positiva do clima sobre os canaviais em formação durante 2012. A análise consta de estudo, divulgado nesta terça-feira (26) pela Datagro, uma das principais consultorias especializadas no setor sucroenergético.
De acordo com o documento, precipitações abundantes no 2º trimestre do ano passado – 393,6% acima da média em jun/12 – e temperaturas significativamente maiores que a média histórica no mesmo período impulsionaram o desenvolvimento dos canaviais, que serão colhidos no início e meio da próxima temporada. Segundo o diagnóstico da consultoria, contribuíram também para este cenário favorável, chuvas satisfatórias nas regiões canavieiras a partir de set/12.
Renovação e rendimento dos canaviais
Na avaliação da Datagro, melhores índices de expansão e de renovação dos canaviais – ganhos resultantes de esforços realizados pelo setor – influenciarão positivamente na expectativa de rendimento agrícola para o ciclo 2013/14. A taxa de reforma das plantações de cana, de acordo com o levantamento da consultoria, foi de aproximadamente 20,5% na região Centro-Sul, em oposição à média de 15% nos últimos 12 anos.
Para a Datagro, caso as condições climáticas mantenham-se próximas aos índices normais, há expectativa de aumento no rendimento agrícola dos canaviais da região Centro-Sul entre 7% e 9%. O estudo aponta, ainda que, as usinas deverão ter mais eficiência na colheita mecanizada da próxima safra, em razão, da maior produtividade nas lavouras. Este incremento poderá resultar na diminuição dos custos de CTT (corte, transbordo e transporte), um dos mais relevantes em operações agrícolas.
Segundo a Datagro, há otimismo também quanto aos níveis de ATR (Açúcar Total Recuperável) – indicador relacionado à qualidade da cana – esperados para a próxima temporada. Se a ocorrência de chuvas ao longo do ciclo 2013/14 for de acordo com a normalidade histórica, a consultoria projeta melhores níveis de ATR que os observados na safra anterior.
Considerando as variáveis mencionadas, a Datagro prevê que a moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil alcance entre 580 milhões a 590 milhões de toneladas na temporada 2013/14, contra as 535,7 milhões de toneladas da safra 2012/13.
Os produtores de cana da região Centro-Sul estão otimistas quanto às perspectivas para a safra 2013/14. A principal justificativa é a ação positiva do clima sobre os canaviais em formação durante 2012. A análise consta de estudo, divulgado nesta terça-feira (26) pela Datagro, uma das principais consultorias especializadas no setor sucroenergético.
De acordo com o documento, precipitações abundantes no 2º trimestre do ano passado – 393,6% acima da média em jun/12 – e temperaturas significativamente maiores que a média histórica no mesmo período impulsionaram o desenvolvimento dos canaviais, que serão colhidos no início e meio da próxima temporada. Segundo o diagnóstico da consultoria, contribuíram também para este cenário favorável, chuvas satisfatórias nas regiões canavieiras a partir de set/12.
Renovação e rendimento dos canaviais
Na avaliação da Datagro, melhores índices de expansão e de renovação dos canaviais – ganhos resultantes de esforços realizados pelo setor – influenciarão positivamente na expectativa de rendimento agrícola para o ciclo 2013/14. A taxa de reforma das plantações de cana, de acordo com o levantamento da consultoria, foi de aproximadamente 20,5% na região Centro-Sul, em oposição à média de 15% nos últimos 12 anos.
Para a Datagro, caso as condições climáticas mantenham-se próximas aos índices normais, há expectativa de aumento no rendimento agrícola dos canaviais da região Centro-Sul entre 7% e 9%. O estudo aponta, ainda que, as usinas deverão ter mais eficiência na colheita mecanizada da próxima safra, em razão, da maior produtividade nas lavouras. Este incremento poderá resultar na diminuição dos custos de CTT (corte, transbordo e transporte), um dos mais relevantes em operações agrícolas.
Segundo a Datagro, há otimismo também quanto aos níveis de ATR (Açúcar Total Recuperável) – indicador relacionado à qualidade da cana – esperados para a próxima temporada. Se a ocorrência de chuvas ao longo do ciclo 2013/14 for de acordo com a normalidade histórica, a consultoria projeta melhores níveis de ATR que os observados na safra anterior.
Considerando as variáveis mencionadas, a Datagro prevê que a moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul do Brasil alcance entre 580 milhões a 590 milhões de toneladas na temporada 2013/14, contra as 535,7 milhões de toneladas da safra 2012/13.