atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Renuka tem prejuízo de US$ 14,5 milhões no 3º tri da safra 2014/15

19/02/2015 Cana-de-Açúcar
A indiana Shree Renuka Sugars, que no Brasil controla quatro usinas de cana­de­açúcar,
informou que teve no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2014 — equivalente ao terceiro trimestre da safra 2014/15, um prejuízo líquido de 897 milhões de rúpias indianas (em torno de US$ 14,5 milhões, ao dólar médio do trimestre). No mesmo intervalo do ciclo anterior, a companhia, uma das principais produtoras de açúcar da
Índia, teve um resultado líquido negativo de 1,9 bilhão de rúpias indianas (US$ 31,2 milhões).
No período de nove meses encerrado em 31 de dezembro, a empresa acumula uma perda líquida de 2,994 bilhões de rúpias (US$ 49,3 milhões), ante um prejuízo líquido de 3,778 bilhões de rúpias em igual intervalo do ano passado (US$ 62,9 milhões).
No trimestre, a receita líquida da indiana, que tem capital aberto na bolsa de Mumbai, cresceu 7%, a 12,739 bilhões de rúpias (US$ 205,7 milhões). No acumulado dos nove meses do exercício fiscal, no entanto, a receita líquida caiu 13%, a 40,6 bilhões de rúpias indianas (US$ 668 milhões), pressionada pela queda de 22% na receita
com açúcar, o carro­chefe dos negócios da companhia.
O resultado operacional antes de impostos e juros no trimestre foi negativo em 92 milhões de rúpias (US$ 1,4 milhão), ante a perda de 408 milhões de rúpias (US$ 6,5 milhões). Apenas o segmento de cogeração e etanol tiveram lucro operacional no trimestre, de 56 milhões e 106 milhões de rúpias, respectivamente (US$ 904 e US$
1,7 milhão, na mesma ordem).
O resultado operacional antes de impostos e juros nos nove meses do exercício fiscal 2014/15 foi negativo em 604 milhões de rúpias (US$ 9,9 milhões), ante a perda operacional de 394 milhões de rúpias (US$ 6,5 milhões) de igual intervalo de 2013/14. Mais uma vez, o açúcar foi o principal responsável pelo recuo, com um resultado
operacional negativo em 844 milhões de rúpias (US$ 13,8 milhões) entre abril e dezembro de 2014, ante a perda operacional de 663 milhões de rúpias (US$ 11 milhões) registrada em igual intervalo de 2013. 
A indiana Shree Renuka Sugars, que no Brasil controla quatro usinas de cana­de­açúcar,
informou que teve no trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2014 — equivalente ao terceiro trimestre da safra 2014/15, um prejuízo líquido de 897 milhões de rúpias indianas (em torno de US$ 14,5 milhões, ao dólar médio do trimestre). No mesmo intervalo do ciclo anterior, a companhia, uma das principais produtoras de açúcar da
Índia, teve um resultado líquido negativo de 1,9 bilhão de rúpias indianas (US$ 31,2 milhões).
No período de nove meses encerrado em 31 de dezembro, a empresa acumula uma perda líquida de 2,994 bilhões de rúpias (US$ 49,3 milhões), ante um prejuízo líquido de 3,778 bilhões de rúpias em igual intervalo do ano passado (US$ 62,9 milhões).
No trimestre, a receita líquida da indiana, que tem capital aberto na bolsa de Mumbai, cresceu 7%, a 12,739 bilhões de rúpias (US$ 205,7 milhões). No acumulado dos nove meses do exercício fiscal, no entanto, a receita líquida caiu 13%, a 40,6 bilhões de rúpias indianas (US$ 668 milhões), pressionada pela queda de 22% na receita
com açúcar, o carro­chefe dos negócios da companhia.
O resultado operacional antes de impostos e juros no trimestre foi negativo em 92 milhões de rúpias (US$ 1,4 milhão), ante a perda de 408 milhões de rúpias (US$ 6,5 milhões). Apenas o segmento de cogeração e etanol tiveram lucro operacional no trimestre, de 56 milhões e 106 milhões de rúpias, respectivamente (US$ 904 e US$
1,7 milhão, na mesma ordem).
O resultado operacional antes de impostos e juros nos nove meses do exercício fiscal 2014/15 foi negativo em 604 milhões de rúpias (US$ 9,9 milhões), ante a perda operacional de 394 milhões de rúpias (US$ 6,5 milhões) de igual intervalo de 2013/14. Mais uma vez, o açúcar foi o principal responsável pelo recuo, com um resultado
operacional negativo em 844 milhões de rúpias (US$ 13,8 milhões) entre abril e dezembro de 2014, ante a perda operacional de 663 milhões de rúpias (US$ 11 milhões) registrada em igual intervalo de 2013.