atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Resiliência financeira

29/04/2020 Noticias do Sistema POR: Marino Guerra

Toda cooperativa, para cumprir a demanda pela qual é a razão de sua existência, precisa ser guiada por uma gestão muito forte

Condução exemplar de contas faz a diferença em tempos de contração econômica

Existe uma fábula infantil denominada "A cigarra e a formiga". Nela, ao longo de todo o verão, uma alegre cigarra, que se preocupava apenas em curtir a vida cantando e dançando, atormenta as formigas que aproveitam a estação para preparar sua casa e estocar comida com o objetivo de conseguirem se manter bem quando o inverno chegar.

A história termina com a cigarra, quase morta de fome e frio, batendo à porta das formigas e pedindo abrigo, o qual é aceito perante a seguinte condição: fazer o que ela sabe melhor, alegrar com sua música ao longo do período de confinamento.

Assim, o conto pretende ensinar os mais jovens não só a importância do trabalho, mas também em administrar muito bem os recursos para que esses não venham a faltar em momentos mais difíceis.

Como dito na reportagem anterior, a Copercana é uma organização estruturada pelo fruto do trabalho das pessoas, sejam elas cooperadas, colaboradoras ou clientes. Então, assim como um formigueiro, ou como mostra o ensaio das imagens que ilustram essa coletânea de textos  (as abelhas e a colmeia), o seu histórico de gestão organizada sempre a manteve estruturada nos tempos de crise, o que é fundamental para abrigar a todos, até aqueles que vêm à sua porta solicitando ajuda.

Crescimento no faturamento da Copercana em 2019 foi o maior dos últimos quatro anos

Prova disso são os números do exercício de 2019, divulgados no relatório de atividades e aprovados na Assembleia Geral Ordinária que aconteceu em março.

Nele, o primeiro indicador que salta aos olhos é o vigoroso crescimento no faturamento bruto, que fechou, em 31 de dezembro de 2019, em R$ 1,58 bilhão, crescimento de quase 15%, o melhor desempenho dos últimos quatro anos.

Na entrada de recursos, outro ponto de destaque foi o crescimento em todos os 14 principais grupos de negócio da organização, indo desde a comercialização de insumos, passando pelos supermercados e lojas de ferragens e chegando até os grãos e implementos agrícolas. Fator esse que mostra a diversificação e atenção com que é gerida cada ação.

Ainda no exercício de 2019, a Copercana apresentou um ativo total de R$ 1,99 bilhões, patrimônio líquido de R$ 410 milhões, sobras líquidas de R$ 31,07 milhões e o quadro de cooperados evoluiu para 6,9 mil cooperados.

Os resultados ressaltados até aqui representam o fruto do trabalho de todos, contudo, para armazenar tudo isso é preciso uma colmeia com uma infraestrutura que suporte esse crescimento, e nesse ponto, a diretoria da cooperativa vem colocando em prática com um plano de ação muito bem pensado e de acordo com a sua real necessidade.

Seguindo a estratégia de expansão pautada num rígido plano de negócios, foram investidos, ao longo de 2019, R$ 28,37 milhões em benfeitorias. Dentre as principais obras estão a mudança de prédio das Lojas de Ferragens de Guaíra e Serrana, a inauguração da filial de Monte Alto, a reforma do depósito de insumos em Descalvado e a substituição da cobertura do barracão da Unidade de Grãos II.

Também foi iniciado o audacioso projeto de reforma do prédio da matriz com a troca do telhado e forro, feitas as adequações da infraestrutura elétrica como também os dados e voz, conforme os conceitos modernos de ergonomia e controle de pessoas, do mobiliário corporativo, layouts dos departamentos, melhoria na acessibilidade (inclusive com a instalação de um elevador) e fluxo dentro do prédio.

Foram iniciadas as obras da nova Loja de Ferragens em Santa Cruz das Palmeiras, a implantação de um centro de distribuição de insumos em Uberaba e a instalação de um diferenciado sistema de combate a incêndio na Unidade de Grãos III (antiga Usina Albertina).

Como não pode ser diferente numa gestão moderna, evoluir em termos de TI (Tecnologia da Informação) é uma regra. Assim, no último ano, os esforços foram direcionados na segurança da informação, principalmente no aumento da defesa de dados contra ataques cibernéticos.

Outro ponto focal é o projeto de implementação do SAP, o maior sistema gerencial do planeta, que também andou de acordo com o cronograma planejado, sendo já palpável, inclusive em tempos de quarentena, com sua entrada na data estipulada, ou seja, em 1º janeiro de 2021.

É válido ressaltar que essas duas ações relacionadas ao campo da informática, (segurança e sistema) além de tornar mais dinâmico os processos internos, permitirão que o cooperado consiga se relacionar com os diversos setores através da tela de seu celular ou computador da fazenda.

Neste ano surgiu um inverno fora de época, rigoroso e sem deixar qualquer sinal de quando irá embora (leia-se coronavírus), o que trouxe junto uma tortura psicológica sobre o que ele irá destruir (tanto em vidas, como em valores) colocando à prova a resistência de todas as organizações. Mas, mesmo tendo que fazer tudo às pressas, a Copercana está mais uma vez preparada para dar o suporte a todos que formam a sua sociedade.

Os presidentes do Conselho de Administração, Antonio Eduardo Tonielo, e da Diretoria Executiva, Francisco César Urenha, da Copercana, durante a Assembleia Geral Ordinária