atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Seca já fez dez usinas anteciparem encerramento da safra de cana

09/10/2014 Cana-de-Açúcar POR: Folha.com
A falta de chuva nas lavouras de cana-de-açúcar durante este ano já fez dez usinas anteciparem o encerramento da safra 2014/2015 na região centro-sul do país.
Normalmente, as atividades nas indústrias começam a ser interrompidas a partir da segunda quinzena de outubro – a maioria vai até dezembro.
Segundo a Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), o encerramento precoce da safra ocorre por causa da menor oferta de matéria-prima para processamento, em decorrência da seca.
Encerraram a safra antes do previsto sete usinas de São Paulo, duas de Minas Gerais e uma do Espírito Santo. Em 2013, até o início de outubro, duas unidades haviam encerrado os trabalhos.
As informações são do relatório da Unica divulgado nesta quinta-feira (9).
A entidade aponta ainda que o volume processado na segunda quinzena de setembro –28,82 milhões de toneladas– atingiu o pior resultado para o período no mês das últimas quatro safras.
O número é ainda 27,83% inferior aos 39,93 milhões de toneladas registrados na primeira quinzena e 15,40% menor que os 34,07 milhões do mesmo período do ano passado.
De acordo com Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Unica, a redução na moagem na segunda quinzena de setembro é resultado das chuvas que atingiram importantes regiões canavieiras, o que prejudicou a operacionalização da colheita.
As usinas do Paraná, por exemplo, registraram perda de uma semana de moagem na segunda metade do mês passado. Em Mato Grosso do Sul e São Paulo foram cinco dias sem colheita.
A falta de chuva nas lavouras de cana-de-açúcar durante este ano já fez dez usinas anteciparem o encerramento da safra 2014/2015 na região centro-sul do país.
Normalmente, as atividades nas indústrias começam a ser interrompidas a partir da segunda quinzena de outubro – a maioria vai até dezembro.
Segundo a Unica (União da Indústria de Cana-de-açúcar), o encerramento precoce da safra ocorre por causa da menor oferta de matéria-prima para processamento, em decorrência da seca.
Encerraram a safra antes do previsto sete usinas de São Paulo, duas de Minas Gerais e uma do Espírito Santo. Em 2013, até o início de outubro, duas unidades haviam encerrado os trabalhos.
As informações são do relatório da Unica divulgado nesta quinta-feira (9).
A entidade aponta ainda que o volume processado na segunda quinzena de setembro –28,82 milhões de toneladas– atingiu o pior resultado para o período no mês das últimas quatro safras.
O número é ainda 27,83% inferior aos 39,93 milhões de toneladas registrados na primeira quinzena e 15,40% menor que os 34,07 milhões do mesmo período do ano passado.
De acordo com Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Unica, a redução na moagem na segunda quinzena de setembro é resultado das chuvas que atingiram importantes regiões canavieiras, o que prejudicou a operacionalização da colheita.
As usinas do Paraná, por exemplo, registraram perda de uma semana de moagem na segunda metade do mês passado. Em Mato Grosso do Sul e São Paulo foram cinco dias sem colheita.