atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Seminário destaca técnicas para uso sustentável do solo

12/04/2012 Cana-de-Açúcar POR: Fonte: MAPA

Segundo Mendes Ribeiro Filho, a data (comemorada em 15 de abril) é marcada pela repercussão da importância do uso sustentável da terra. “Devemos refletir por que temos o que temos, por que somos invejados no mundo inteiro?”, afirmou o ministro, se referindo ao fato do Brasil ser referência internacional nas áreas agrícola e pastoril. Mendes também ressaltou a importância do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como fundamental para o desenvolvimento do setor agropecuário brasileiro.
Os métodos utilizados para a recuperação e conservação de áreas agropastoris foram destacados pelo secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Erikson Chandoha. De acordo com ele, o Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) além de incentivar o uso de técnicas para difundir a atividade agrícola sustentável, também incrementa a renda e gera empregos no campo. “A integração lavoura-pecuária-floresta, incentivada pelo Programa ABC, propicia maiores lucros para agricultores e pecuaristas e ainda auxilia nas metas assumidas pelo governo de deixar de emitir um bilhão de toneladas de CO2 até 2020”, explicou o secretário.
Erikson Chandoha também enfatizou a importância do projeto Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Microbacias Hidrográficas (Pisa), que incentiva a adoção de tecnologias e sistemas agropecuários sustentáveis no processo de produção e na recuperação da capacidade produtiva dos solos. “A agricultura sustentável é o desejo de todo brasileiro. Devemos incentivar os trabalhadores do campo quanto ao uso de novas tecnologias, mostrando a importância das técnicas conservacionistas para o incremento de renda e na preservação do solo para as gerações futuras”.
O desenvolvimento da produção agrícola sustentável para as próximas gerações também foi lembrada pelos participantes do evento. Segundo o agricultor Adir da Costa, o cuidado com uso do solo é fundamental. “Devemos estar conscientes do nosso papel quanto ao uso da terra agora, dando condições aos nossos filhos e netos para trabalhar no campo, ajudar a desenvolver o país e proteger o meio ambiente”, afirmou.
O seminário foi promovido pelo Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
Fonte: MAPA
Segundo Mendes Ribeiro Filho, a data (comemorada em 15 de abril) é marcada pela repercussão da importância do uso sustentável da terra. “Devemos refletir por que temos o que temos, por que somos invejados no mundo inteiro?”, afirmou o ministro, se referindo ao fato do Brasil ser referência internacional nas áreas agrícola e pastoril. Mendes também ressaltou a importância do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como fundamental para o desenvolvimento do setor agropecuário brasileiro.
Os métodos utilizados para a recuperação e conservação de áreas agropastoris foram destacados pelo secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Erikson Chandoha. De acordo com ele, o Programa Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) além de incentivar o uso de técnicas para difundir a atividade agrícola sustentável, também incrementa a renda e gera empregos no campo. “A integração lavoura-pecuária-floresta, incentivada pelo Programa ABC, propicia maiores lucros para agricultores e pecuaristas e ainda auxilia nas metas assumidas pelo governo de deixar de emitir um bilhão de toneladas de CO2 até 2020”, explicou o secretário.
Erikson Chandoha também enfatizou a importância do projeto Produção Integrada de Sistemas Agropecuários em Microbacias Hidrográficas (Pisa), que incentiva a adoção de tecnologias e sistemas agropecuários sustentáveis no processo de produção e na recuperação da capacidade produtiva dos solos. “A agricultura sustentável é o desejo de todo brasileiro. Devemos incentivar os trabalhadores do campo quanto ao uso de novas tecnologias, mostrando a importância das técnicas conservacionistas para o incremento de renda e na preservação do solo para as gerações futuras”.
O desenvolvimento da produção agrícola sustentável para as próximas gerações também foi lembrada pelos participantes do evento. Segundo o agricultor Adir da Costa, o cuidado com uso do solo é fundamental. “Devemos estar conscientes do nosso papel quanto ao uso da terra agora, dando condições aos nossos filhos e netos para trabalhar no campo, ajudar a desenvolver o país e proteger o meio ambiente”, afirmou.
O seminário foi promovido pelo Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).