atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Seminário traz abordagem completa sobre o aproveitamento da palha e da biomassa

04/02/2015 Cana-de-Açúcar POR: Canaonline
A bioeletricidade é um produto cada vez mais rentável para uma usina de açúcar e etanol. Ainda mais em tempos de crise hídrica. Por isso, cada unidade precisa analisar a viabilidade de se recolher a palha de cana-de-açúcar da lavoura para aproveitamento na indústria. E não precisa ser apenas para geração de energia. Outro destino é a produção do etanol de segunda geração.
Pela relevância cada vez maior do tema, o Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-açúcar do Grupo IDEA deste ano vai discutir com profundidade o “Aproveitamento da Palha e da Biomassa”.
 
Vários aspectos técnicos ligados ao assunto serão abordados com a participação de executivos de usinas e pesquisadores, além da apresentação de “cases” de sucesso e de novas tecnologias.
 
“Vamos apresentar e discutir as maneiras mais modernas de recolher a palha da lavoura, como por enfardadoras e junto com a própria carga da cana, além de enfocar o processamento deste material na indústria”, diz Dib Nunes, diretor do Grupo IDEA.
 
Serão apresentados índices de rendimento operacional das tecnologias, custos da operação (tanto de recolhimento, de enfardamento e de transporte), e análises sobre os sistemas operacionais existentes. “Além disso, teremos  depoimento sobre tecnologia de limpeza de cana a seco, apresentando prós e contras esta alternativa e o nível de eficiência dos equipamentos”, comenta.
 
O público também ouvirá a experiência de profissionais do setor que estão acompanhando a performance da fábrica depois que uma matéria-prima com muita palha entra para o processamento. “Vamos apresentar no seminário as implicações de se colocar a palha de cana na caldeira e em toda a indústria. Afinal, quais são os reflexos e implicações de uma matéria-prima completamente diferente do que as usinas estavam acostumadas?”, indaga Dib Nunes. E serão abordados vários questionamentos sobre este tema: “o que esta palha pode acarretar ao equipamento, qual é a qualidade do açúcar e o que acontece com a caldeira”.
 
O Seminário, que ocorre nos dias 25 e 26 de março, em Ribeirão Preto, também terá uma exposição de máquinas voltadas à biomassa de diferentes fabricantes.
 
 
TEMÁRIO DO 17º SEMINÁRIO DE MECANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR
 
· Tudo sobre o aproveitamento da palha e a produção de biomassa (apresentação de “cases” de sucesso, novas tecnologias e procedimentos operacionais)
 
· Últimos avanços na lei da balança para o transporte de cana
 
· Como reduzir o custo do preparo do solo e do plantio de cana
 
· Como melhorar o “stand” e economizar mudas no plantio mecanizado
 
· Colheita mecanizada de alta performance na Usina Batatais
 
· Perdas e ganhos gerados pelos novos espaçamentos
 
· Criatividade e soluções para problemas mecânicos
 
· Desafios da manutenção automotiva
 
· Os resultados do preparo e cultivo profundo do solo após longo período de estiagem
 
· Prêmio Usinas Campeãs de Produtividade - Safra 2014/15 no Centro-Sul do Brasil
Informações: 16 3211 4770 / eventos@ideaonline.com.br 
A bioeletricidade é um produto cada vez mais rentável para uma usina de açúcar e etanol. Ainda mais em tempos de crise hídrica. Por isso, cada unidade precisa analisar a viabilidade de se recolher a palha de cana-de-açúcar da lavoura para aproveitamento na indústria. E não precisa ser apenas para geração de energia. Outro destino é a produção do etanol de segunda geração.
Pela relevância cada vez maior do tema, o Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-açúcar do Grupo IDEA deste ano vai discutir com profundidade o “Aproveitamento da Palha e da Biomassa”.
 
Vários aspectos técnicos ligados ao assunto serão abordados com a participação de executivos de usinas e pesquisadores, além da apresentação de “cases” de sucesso e de novas tecnologias.
 
“Vamos apresentar e discutir as maneiras mais modernas de recolher a palha da lavoura, como por enfardadoras e junto com a própria carga da cana, além de enfocar o processamento deste material na indústria”, diz Dib Nunes, diretor do Grupo IDEA.
 
Serão apresentados índices de rendimento operacional das tecnologias, custos da operação (tanto de recolhimento, de enfardamento e de transporte), e análises sobre os sistemas operacionais existentes. “Além disso, teremos  depoimento sobre tecnologia de limpeza de cana a seco, apresentando prós e contras esta alternativa e o nível de eficiência dos equipamentos”, comenta.
 
O público também ouvirá a experiência de profissionais do setor que estão acompanhando a performance da fábrica depois que uma matéria-prima com muita palha entra para o processamento. “Vamos apresentar no seminário as implicações de se colocar a palha de cana na caldeira e em toda a indústria. Afinal, quais são os reflexos e implicações de uma matéria-prima completamente diferente do que as usinas estavam acostumadas?”, indaga Dib Nunes. E serão abordados vários questionamentos sobre este tema: “o que esta palha pode acarretar ao equipamento, qual é a qualidade do açúcar e o que acontece com a caldeira”.
 
O Seminário, que ocorre nos dias 25 e 26 de março, em Ribeirão Preto, também terá uma exposição de máquinas voltadas à biomassa de diferentes fabricantes.
 
 
TEMÁRIO DO 17º SEMINÁRIO DE MECANIZAÇÃO E PRODUÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR
 
· Tudo sobre o aproveitamento da palha e a produção de biomassa (apresentação de “cases” de sucesso, novas tecnologias e procedimentos operacionais)
 
· Últimos avanços na lei da balança para o transporte de cana
 
· Como reduzir o custo do preparo do solo e do plantio de cana
 
· Como melhorar o “stand” e economizar mudas no plantio mecanizado
 
· Colheita mecanizada de alta performance na Usina Batatais
 
· Perdas e ganhos gerados pelos novos espaçamentos
 
· Criatividade e soluções para problemas mecânicos
 
· Desafios da manutenção automotiva
 
· Os resultados do preparo e cultivo profundo do solo após longo período de estiagem
 
· Prêmio Usinas Campeãs de Produtividade - Safra 2014/15 no Centro-Sul do Brasil
Informações: 16 3211 4770 / eventos@ideaonline.com.br