atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

SP é o estado com safra de cana mais atrasada, diz Unica

06/07/2015 Cana-de-Açúcar POR: Estadão Conteúdo / Texto extraído do Portal G1
São Paulo é o Estado do Centro-Sul do Brasil que está com a colheita da safra de cana-de-açúcar mais atrasada. Em entrevista a jornalistas nos bastidores do Ethanol Summit 2015, em São Paulo, o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio Padua Rodrigues, afirmou que o atraso é de 11 milhões de toneladas em relação à temporada anterior. "Alguns Estados aumentaram a moagem; outros, não. Não estamos com comportamento uniforme nesta safra", destacou o executivo.
Conforme Padua, as chuvas nesta primeira semana de julho, sobretudo em São Paulo, provocaram atrasos de dois a três dias nos trabalhos de colheita de cana na principal região produtora do país. "De um lado, temos atraso de moagem mas, em compensação, existe maior oferta de cana, porque a planta continua se desenvolvendo. Será uma safra longa. Devemos ter usinas moendo até a véspera do Natal em São Paulo", disse Padua.
Ainda segundo o diretor Técnico da Unica, até o fim de junho o Centro-Sul do Brasil já havia processado 30% das 590 milhões de toneladas de cana projetadas pela entidade para o ciclo 2015/16.
São Paulo é o Estado do Centro-Sul do Brasil que está com a colheita da safra de cana-de-açúcar mais atrasada. Em entrevista a jornalistas nos bastidores do Ethanol Summit 2015, em São Paulo, o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio Padua Rodrigues, afirmou que o atraso é de 11 milhões de toneladas em relação à temporada anterior. "Alguns Estados aumentaram a moagem; outros, não. Não estamos com comportamento uniforme nesta safra", destacou o executivo.
Conforme Padua, as chuvas nesta primeira semana de julho, sobretudo em São Paulo, provocaram atrasos de dois a três dias nos trabalhos de colheita de cana na principal região produtora do país. "De um lado, temos atraso de moagem mas, em compensação, existe maior oferta de cana, porque a planta continua se desenvolvendo. Será uma safra longa. Devemos ter usinas moendo até a véspera do Natal em São Paulo", disse Padua.
Ainda segundo o diretor Técnico da Unica, até o fim de junho o Centro-Sul do Brasil já havia processado 30% das 590 milhões de toneladas de cana projetadas pela entidade para o ciclo 2015/16.