atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Substância extraída da cana ajuda a combater doença nos canaviais

03/07/2012 Cana-de-Açúcar POR: Globo Rural
O inimigo do agricultor se esconde nos pequenos furos.

A lagarta permanece na planta durante 40 dias, não traz problemas, mas abre caminho para o fungo que contamina o caldo e provoca a podridão vermelha. Por dentro, a cana perde sacarose e pode até morrer.

A melhor maneira de combater o mal é o controle biológico, mas o método não garantiu o desaparecimento da broca no canavial de Sérgio Messi. Há oito anos, ele luta contra a praga, mas ainda é fácil encontrar plantas doentes.

A mais recente descoberta de pesquisadores é que a planta tem uma defesa natural contra a podridão vermelha. É como se fossem anticorpos, que extraídos em laboratório e aplicados em grande quantidade retardam o crescimento do fungo e mantém a qualidade por mais tempo.

A sugarina é uma proteína da própria cana, que inibe o desenvolvimento do fungo invasor. O desafio agora é extrair essa proteína, os pesquisadores querem produzir sugarina em quantidades maiores para desenvolver um antifúngico. Enquanto isso, eles defendem o melhoramento genético: é preciso criar variedades com maior teor de sugarina e, portanto, mais resistentes ao fungo.

A pesquisa foi desenvolvida pela Universidade Federal de São Carlos e pela Universidade de São Paulo. De acordo com a pesquisadora Ane de Medeiros, estudos em várias cultivares de cana-de açúcar já estão em andamento.