atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Subvenção da cana alivia fornecedores da Pindorama

28/05/2013 Cana-de-Açúcar POR: Tribuna Hoje
Mesmo com a crise acarretada pelo mais extenso período de estiagem nas últimas cinco décadas, a Cooperativa Pindorama enxerga na subvenção da cana-de-açúcar %4 aprovada por medida provisória publicada em 20 de maio, a MP 615 %4 uma sensibilização do governo federal em relação ao setor canavieiro do Nordeste.
"O fornecedor de cana está sendo contemplado, pois pela primeira vez na história o governo se propõe a apoiar a classe produtora nordestina, que precisa de auxílio, já que sofre com a seca", avalia o presidente da Pindorama, Klécio Santos.
A subvenção prevê um valor pago pelo governo de R$12 por tonelada de cana, chegando ao limite de 10 mil toneladas por produtor. Com praticamente quase todos os seus cooperados produzindo essa quantidade do produto %4 o qual é fornecido à sua unidade industrial, localizada na zona rural de Coruripe, Alagoas %4 a subsídio significou alívio e esperança aos produtores.
Além da subvenção aos fornecedores, a MP 615 vai liberar R$ 0,20 por litro de etanol produzido pelas usinas. 
Mesmo com a crise acarretada pelo mais extenso período de estiagem nas últimas cinco décadas, a Cooperativa Pindorama enxerga na subvenção da cana-de-açúcar %4 aprovada por medida provisória publicada em 20 de maio, a MP 615 %4 uma sensibilização do governo federal em relação ao setor canavieiro do Nordeste.
"O fornecedor de cana está sendo contemplado, pois pela primeira vez na história o governo se propõe a apoiar a classe produtora nordestina, que precisa de auxílio, já que sofre com a seca", avalia o presidente da Pindorama, Klécio Santos.
A subvenção prevê um valor pago pelo governo de R$12 por tonelada de cana, chegando ao limite de 10 mil toneladas por produtor. Com praticamente quase todos os seus cooperados produzindo essa quantidade do produto %4 o qual é fornecido à sua unidade industrial, localizada na zona rural de Coruripe, Alagoas %4 a subsídio significou alívio e esperança aos produtores.
Além da subvenção aos fornecedores, a MP 615 vai liberar R$ 0,20 por litro de etanol produzido pelas usinas.