atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Subvenção da cana-de-açúcar continua a ser paga este ano aos produtores do Nordeste

08/01/2014 Cana-de-Açúcar POR: CONAB
Produtores de cana e usinas de etanol do Nordeste receberão, em 2014, mais R$ 109 milhões como subvenção à cana-de-açúcar. A iniciativa tem parceria da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e complementa o total de R$ 380 milhões estabelecidos pela Medida Provisória 615/13, de 17 de maio. 
Os interessados tiveram até o dia 29 de novembro para regularizar a documentação nas sedes das superintendências regionais. Receberão o benefício tanto produtores independentes quanto indústrias produtoras de etanol combustível da safra 2011/2012. Alguns pagamentos começaram a ser feitos pela Companhia ainda em novembro.
Do início do ano a outubro, foram pagos aos dois segmentos cerca de R$ 234 milhões. Os produtores receberam R$ 95 milhões e as usinas, R$ 139 milhões. 
A medida beneficia produtores de todos os estados nordestinos, sendo que Alagoas contou, até agora, com o maior volume dos recursos, cerca de R$ 77,5 milhões. (Raimundo Estevam/Conab) 
Produtores de cana e usinas de etanol do Nordeste receberão, em 2014, mais R$ 109 milhões como subvenção à cana-de-açúcar. A iniciativa tem parceria da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e complementa o total de R$ 380 milhões estabelecidos pela Medida Provisória 615/13, de 17 de maio. 
Os interessados tiveram até o dia 29 de novembro para regularizar a documentação nas sedes das superintendências regionais. Receberão o benefício tanto produtores independentes quanto indústrias produtoras de etanol combustível da safra 2011/2012. Alguns pagamentos começaram a ser feitos pela Companhia ainda em novembro.
Do início do ano a outubro, foram pagos aos dois segmentos cerca de R$ 234 milhões. Os produtores receberam R$ 95 milhões e as usinas, R$ 139 milhões. 
A medida beneficia produtores de todos os estados nordestinos, sendo que Alagoas contou, até agora, com o maior volume dos recursos, cerca de R$ 77,5 milhões. (Raimundo Estevam/Conab)