atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Tereos tem prejuízo de R$ 106,1 mi no 4º trimestre do ano-safra 2014/15

03/06/2015 Cana-de-Açúcar POR: Estadão Conteúdo
A Tereos Internacional reportou prejuízo líquido de R$ 106,1 milhões no quarto trimestre do ano-safra 2014/2015, aumento de 1.210% em relação ao prejuízo reportado um ano antes, de R$ 8,1 milhões. O quarto trimestre do ano-safra abrange os meses de janeiro, fevereiro e março.
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 36,8 milhões, recuo de 72% na mesma comparação. A margem Ebitda ajustado ficou em 1,7%, ante 5,9% no mesmo período do ano-safra anterior.
Já a receita líquida da companhia somou R$ 2,104 bilhões, recuo de 4,8% ante o quarto trimestre do ano-safra 2013/2014. Segundo a companhia, a queda de receita ocorreu principalmente por conta da queda nos preços de amido & adoçantes e de etanol na Europa, além dos menores volumes de açúcar no Brasil, "apesar do impacto positivo do aumento nos preços do açúcar e no volume de etanol no Brasil, além do maior volume de vendas na divisão de Cereais (Brasil e Indonésia)".
A Tereos Internacional reportou prejuízo líquido de R$ 106,1 milhões no quarto trimestre do ano-safra 2014/2015, aumento de 1.210% em relação ao prejuízo reportado um ano antes, de R$ 8,1 milhões. O quarto trimestre do ano-safra abrange os meses de janeiro, fevereiro e março.
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 36,8 milhões, recuo de 72% na mesma comparação. A margem Ebitda ajustado ficou em 1,7%, ante 5,9% no mesmo período do ano-safra anterior.
Já a receita líquida da companhia somou R$ 2,104 bilhões, recuo de 4,8% ante o quarto trimestre do ano-safra 2013/2014. Segundo a companhia, a queda de receita ocorreu principalmente por conta da queda nos preços de amido & adoçantes e de etanol na Europa, além dos menores volumes de açúcar no Brasil, "apesar do impacto positivo do aumento nos preços do açúcar e no volume de etanol no Brasil, além do maior volume de vendas na divisão de Cereais (Brasil e Indonésia)".