atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Usina São João eleva em 112% volume de cana processada

03/06/2013 Cana-de-Açúcar POR: RuralBr
Um mês depois de iniciar a colheita de cana, a Usina São João, unidade produtora de açúcar e etanol do Grupo USJ em São Paulo, com sede em Araras, já processou 562,26 mil toneladas de cana, volume 112% superior ao registrado no mesmo período da safra anterior e dentro do planejado para esta safra.
Um dos responsáveis pelo bom desempenho é o canavial jovem, o que proporciona maior produtividade. Desde 2010, o Grupo USJ vem investindo R$ 40 milhões/ano para renovar e expandir os canaviais. Hoje, a idade média dos canaviais próprios da Usina São João - que respondem por 80% da produção - é de 3,4 anos, contra 4,3 anos antes da renovação.
– Também estamos com uma área maior de cana plantada, resultado de um trabalho junto aos produtores rurais nos últimos anos, o que nos permite acessar um volume maior de matéria-prima – explica o diretor executivo Narciso Bertholdi. Com o resultado promissor do primeiro mês de colheita, Bertholdi acredita que a meta de processar 3,2 milhões de cana (6% acima da safra passada) será atingida.
No primeiro mês da safra 2013/2014, mais de 60% da cana processada pela Usina São João foi destinada à fabricação de 36,05 mil toneladas de açúcar, em uma decisão que privilegia contratos de longo prazo firmados pela empresa, tradicionalmente mais dedicada ao açúcar do que ao etanol em seu mix de produtos. Seu foco de atuação é o fornecimento de açúcares certificados e com especificações rigorosas a clientes na indústria de alimentos e bebidas, 85% deles no Brasil.
– Nesta safra, a Usina São João dedicará 62% de sua cana à produção de açúcar e 38% ao etanol – afirma Narciso Bertholdi. A maioria das usinas do Centro-Sul, no entanto, já anunciou que vai destinar mais de 50% de sua produção ao etanol.
A partir da próxima safra, a Usina São João planeja estar moendo 3,5 milhões de toneladas, e por consequência irá comercializar um volume maior de etanol. No balanço parcial desta safra, a Usina São João produziu 16.066 m3 de etanol anidro.
Um mês depois de iniciar a colheita de cana, a Usina São João, unidade produtora de açúcar e etanol do Grupo USJ em São Paulo, com sede em Araras, já processou 562,26 mil toneladas de cana, volume 112% superior ao registrado no mesmo período da safra anterior e dentro do planejado para esta safra.
Um dos responsáveis pelo bom desempenho é o canavial jovem, o que proporciona maior produtividade. Desde 2010, o Grupo USJ vem investindo R$ 40 milhões/ano para renovar e expandir os canaviais. Hoje, a idade média dos canaviais próprios da Usina São João - que respondem por 80% da produção - é de 3,4 anos, contra 4,3 anos antes da renovação.
– Também estamos com uma área maior de cana plantada, resultado de um trabalho junto aos produtores rurais nos últimos anos, o que nos permite acessar um volume maior de matéria-prima – explica o diretor executivo Narciso Bertholdi. Com o resultado promissor do primeiro mês de colheita, Bertholdi acredita que a meta de processar 3,2 milhões de cana (6% acima da safra passada) será atingida.
No primeiro mês da safra 2013/2014, mais de 60% da cana processada pela Usina São João foi destinada à fabricação de 36,05 mil toneladas de açúcar, em uma decisão que privilegia contratos de longo prazo firmados pela empresa, tradicionalmente mais dedicada ao açúcar do que ao etanol em seu mix de produtos. Seu foco de atuação é o fornecimento de açúcares certificados e com especificações rigorosas a clientes na indústria de alimentos e bebidas, 85% deles no Brasil.
– Nesta safra, a Usina São João dedicará 62% de sua cana à produção de açúcar e 38% ao etanol – afirma Narciso Bertholdi. A maioria das usinas do Centro-Sul, no entanto, já anunciou que vai destinar mais de 50% de sua produção ao etanol.
A partir da próxima safra, a Usina São João planeja estar moendo 3,5 milhões de toneladas, e por consequência irá comercializar um volume maior de etanol. No balanço parcial desta safra, a Usina São João produziu 16.066 m3 de etanol anidro.