atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Vai ter Agronegócios Copercana!

29/05/2020 Noticias do Sistema POR: Marino Guerra

Fundamental para os cooperados, feira será digital sem perder sua essencialidade

Trabalhos bem feitos com o tempo se fortalecem, uma prova disso é quando alguma criação musical consegue atingir o nível de obra-prima. Eles (trabalhos bem feitos) simplesmente atravessam preferências de gerações ignorando completamente novos comportamentos e visões de mundo vestidos com uma manta da genialidade que lhe garante a perpetuidade.

Esse efeito acontece em todos os segmentos, se observarmos a revolução que ainda está em pleno curso no agronegócio brasileiro, não há dúvidas que daqui a um século os estudantes vão aprender como o país conseguiu acabar com sua sina de sempre ser uma promessa e se tornou uma grande potência responsável por não só produzir, mas desenvolver a tecnologia de alimentar e gerar a energia limpa que movimentará o planeta Terra.

Os exemplos acima são para chamar atenção de um conceito que está presente em todos os lugares, contudo as pessoas dificilmente param para pensar sobre a importância dele.

Denominado como essencialidade, ele não está em apenas aspectos macros (como uma música ou a vocação de um país), porém pode se fazer presente em apenas agora da vida (como uma escola, uma experiência) ou em atividades produtivas.

Assim é o Agronegócios Copercana para os produtores cooperados, que completará sua décima sexta edição, sendo essencial para aquisição de tecnologias a preços, prazos e data flexível de entrega totalmente diferenciadas.

Por isso, mesmo com a “coronacrise”, toda a engrenagem da cooperativa se adaptou para não faltar aos seus agricultores, principalmente nesse momento que valores e riquezas estão sendo destruídos como se um rio de lava, pelo menos cinco vezes maior que o gerado pela erupção do Monte Tambora, na Indonésia, evento vulcânico que matou mais pessoas na história (70 mil), estivesse logo à frente.

A lava que desce da boca do vulcão é imponente, sendo que para se defender de tal força o único escudo eficaz é a mistura da colaboração com a vontade de trabalhar

Então a manchete: Vai ter Agronegócios Copercana! Carrega um ponto de exclamação por representar mais que a confirmação do evento, mas é a imposição de que mais uma vez na milenar história do cooperativismo e na existência da Copercana, desde 1963, nada segura a mistura da colaboração com o trabalho, nem mesmo um rio de fogo, pois caso seu fluxo aumente e ele se aproxime, unidas e motivadas as pessoas são capazes de rapidamente fazer um barco à prova de fogo que navegará até ao encontro do mar.