atendimento@revistacanavieiros.com.br (16) 3946-3300

Variedades RB de cana respondem por 65% da área cultivada no Brasil

24/09/2015 Cana-de-Açúcar POR: Agência Estado
Levantamento do Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar (PMGCA) da Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (Ridesa) aponta que as variedades RB de cana-de-açúcar respondem por 65% da área cultivada no Brasil na safra 2015.
O censo varietal de 2015 foi realizado em 138 usinas de São Paulo, maior estado produtor, e Mato Grosso do Sul, com 3,92 milhões de hectares ou 73% das área total com cana nos dois estados, de 5,36 milhões de hectares.
As variedades RB são seguidas pelas SP e CTC, respectivamente com 19% e 13% de área cultivada. As duas siglas são de variedades do Centro de Tecnologia Canavieira. Com 26% da área cultivada, a RB7515, desenvolvida pela Ridesa, segue como a variedade mais cultivada na região apurada, seguida pela RB6928, com 9,7%.
Já para o plantio em novas áreas ou replantio, as posições se invertem e a RB6928 lidera, com 17,3%, seguida pela RB7515, com 16,7%. Com 40 anos de variedades RB lançadas e 25 anos da Ridesa, o centro de cana mantido por universidades e centros de pesquisa lançará, no próximo dia 25 de novembro, 16 novas cultivares em um evento em Ribeirão Preto (SP). 
Levantamento do Programa de Melhoramento Genético da Cana-de-Açúcar (PMGCA) da Rede Interuniversitária para o Desenvolvimento do Setor Sucroenergético (Ridesa) aponta que as variedades RB de cana-de-açúcar respondem por 65% da área cultivada no Brasil na safra 2015.

O censo varietal de 2015 foi realizado em 138 usinas de São Paulo, maior estado produtor, e Mato Grosso do Sul, com 3,92 milhões de hectares ou 73% das área total com cana nos dois estados, de 5,36 milhões de hectares.
As variedades RB são seguidas pelas SP e CTC, respectivamente com 19% e 13% de área cultivada. As duas siglas são de variedades do Centro de Tecnologia Canavieira. Com 26% da área cultivada, a RB7515, desenvolvida pela Ridesa, segue como a variedade mais cultivada na região apurada, seguida pela RB6928, com 9,7%.
Já para o plantio em novas áreas ou replantio, as posições se invertem e a RB6928 lidera, com 17,3%, seguida pela RB7515, com 16,7%. Com 40 anos de variedades RB lançadas e 25 anos da Ridesa, o centro de cana mantido por universidades e centros de pesquisa lançará, no próximo dia 25 de novembro, 16 novas cultivares em um evento em Ribeirão Preto (SP).